A mina perdida de Phandalin.

Entrega de carroça.

Uma simples viagem para Phandalin.

Era um dia de sol em Neverwinter, uma das cidades portuárias mais movimentadas da Costa da Espada. No centro da cidade, Aradrin, como de costume, procura viajantes ou transeuntes desavisados do perigo que é perambular despretensiosamente no centro da grande cidade portuária, sem atentar-se aos seus pertences. Quando então ele consegue avistar uma conversa pouco usual entre Gundren Mineirador, um dos anões mais famosos da família de Mineiradores, e Sildar Hallwinter, membro da Aliança dos Lordes, um forte grupo de controle e influência da costa da espada. Movido pela curiosidade, ele se aproxima para ouvir, quando então percebe que eles precisam de alguém para levar uma carroça que está localizada na frente deles, até Phandalin. Também movido pela curiosidade,Aradrin tenta ver o que tem dentro dessa carroça quando então é visto. Após alguns gritos por parte dos dois que estavam conversando, um outro anão também morador de Neverwinter se aproxima, e na tentativa de fugir, Aradrin acaba esbarrando em Thoradin Frostbeard. Rapidamente, Aradrin Lhenneaf uma maçã que tinha roubado da carroça, e consegue fugir. Thoradin Frostbeard, rindo da situação, oferece a maçã agora mordida para os dois que assistiam a cena quase cômica, quando então o convidam à fazer levar à carga até Phandalin.
Aceitando, Thoradin dirige-se até seu velho amigo, também morador do templo da cidade, Immortale, um draconiano de escamas brancas, cujo domínio era a magia arcana extremamente inteligente, mas extremamente pedante, diferente de seu velho amigo anão, que era portador de educação polida e mansidão incongruentes com sua raça.
Aradrin Lhenneaf, não conseguindo conter a curiosidade, seguiu Thoradin e foi atrás da carroça para averiguá-la. Percebe que o anão que quase a capturou agora voltava para a carroça junto com um draconiano muito alto. Não tinha como correr, então, era esconder-se dentro da carroça. E foi o que ele fez.
A viagem seguiu pelo primeiro dia, quando então Immortale teve a curiosidade de verificar o que havia de tão importante dentro da carroça, e encontrou Aradrin Lhenneaf. Sem ter como reagir, a conversa não foi nada amigável e ele acabou amarrado e preso.
Já no segundo dia, os viajantes acabaram por ser emboscados por goblins na trilha de Triboar. Após severa batalha entre eles, não sem antes uma breve tensão entre os próprios viajantes, eles terminam por derrotá-los, e percebem que os cavalos eram de Sildar e Gundren. Instigados por esse fato, encontram uma trilha no gramado lateral da trilha, e presumem que seria dali que havia vindo os goblins, então, seria para lá que haveriam levado Gundren e Sildar. E começam a perseguição.

Comments

Gerson_dos_Anjos

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.