A mina perdida de Phandalin.

Derrotamos os Marcarrubras (Redbrands), e agora?

Uma nova expedição pela trilha Triboar.

Após uma noite inteira de lutas, batalhas, descobertas e cansativas perguntas sem as devidas respostas, os aventureiros não conseguem encontrar o líder dos Marcarrubras (Redbrands), mas encontram a senhora Mirna Dendrar, e suas duas filhas, que haviam sido raptadas da cidade de Phandalin.
No caminho de volta, Mirna conta aos personagens que quando ela era uma jovem garota, ela e a sua família fugiram da vila de Thundertree depois que mortos vivos invadiram o local.
Sua família tinha uma loja de ervas e alquimia, e que dentro de uma caixa estava escondido um colar de esmeraldas sob uma seção de prateleiras de estoque. Ela nunca se atreveu a retornar e pega-lo, mas que os aventureiros que as salvaram, quisessem ficar com a jóia em retribuição ao seu resgate, poderiam.
Chegando na cidade, forem recepcionados pelo senhor Dendrar com muitos festejos. Passaram a noite em sua casa confortável, onde comendo e bebendo, se recuperaram dos ferimentos da noite intensa de combates. Pela manhã, Dendrar oferece como recompensa aos companheiros, uma caixa de madeira lacrada com um símbolo dracônico, contendo um verme, com uma cabeça em cada uma das pontas, porém, sem maiores informações tanto do símbolo quanto de sua utilidade.
Levados até a prefeitura, foram ovacionados pela população da pequena cidade, que os tratava como heróis. Lá, encontraram Sildar, e trataram de discutir à respeito da carta que encontram no local onde suspeitavam ser o esconderijo do Cajado de Vidro.
Como a carta dava conta do conhecimento da vinda dos aventureiros até a cidade de Phandalin, com a citação do nome do anão Gundren Mineirador, além do nome de Iarno na mesma, todos concluíram que Iarno era o Cajado de Vidro.
Tendo em vista que este havia fugido, os aventureiros logo perceberam não haviam pistas a serem seguidas para localização dele, e receberem a sugestão de Sildar de buscar informações fora da região da cidade para tal. A localização dos Orcs que andavam rondando a cidade foi indicada no mapa por Sildar, e era exatamente no Cume de Wyvern, há dois dias de viagem dali. Este cume foi antigamente o lar de um grande e perigoso ninho de wyverns, mas um grupo de corajosos aventureiros lidou com estes monstros anos atrás. Apesar das wyverns nunca terem retornado, outras criaturas ficam por aqui de vez em quando.
Na saída da prefeitura, todos foram surpreendidos pela Irmã Garaele devota de Tymora do Santuário da Sorte. Aos gritos ensandecidos, seus olhos saiam lágrimas negras e ela repetia árduas palavras de dor e reprimenda. Após algumas horas, voltando ao normal, Irmã Graele explica que à distância, tentou contato com aparição de Agatha, um espírito aprisionado nas redondezas de Conyberry, buscando informações sobre a localização de um grimório pertencente a um lendário mago chamado Bowgentle, quando então algo deu errado. Entregando-lhes uma caixa de guardar jóias feita de prata, ela afirma que com isso eles poderão manter contato com ela, e conseguir respostas.
Saindo da prefeitura, afinal, a viagem pela trilha à nordeste se inicia, e passados um dia de viagem, os companheiros se tornam próximos, compartilhando parte de sua história e conhecimento, não sem antes formularem ofensas amigáveis e breves xingamentos raciais principalmente entre Hoogar e Immortale.
Infelizmente, os aventureiros são emboscados por Hobgoblins natvos. O combate não é fácil, principalmente quando Immortale erra a conjuração de uma de suas magias mais fortes, e acaba por acertar Hoogar. Em menor número, Hoogar sofre um corte grave na altura dos olhos por seu inimigo e fica sem poder enxergar momentaneamente. Quando então, Thoradin Frostbeard atinge o inimigo direto de Hoogar com o seu escudo, e após o acerta com seu martelo abençoado, dando por finalizada a emboscada, com a vitória parcial dos companheiros.
Vendo a situação de Hoogar, Thoradin Frostbeard prepara um ritual e cura, e clamando pelo Deus a quem ele serve, consegue interceder e fazer com que as vistas de Hoogar voltassem ao normal, não podendo evitar uma grande cicatriz.
Immortale, extremamente irritado pela falha cometida, se recolher aguardando o fim do ritual de sue amigo, para estudar e tentar fazer com que isso não ocorra novamente. A noite continua, e os corpos agonizates dos Hobgoblins não demoram a feder, e ainda faltam meio dia para se aproximarem do local de destino.

Comments

Gerson_dos_Anjos

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.